Uma fatura (ou invoice) formaliza uma transação comercial entre empresas e clientes. Apesar de ser confundida com meios de pagamento, este documento tem a finalidade de registrar essas transações. As faturas do Pipefy são simples e fáceis de entender, como você pode verificar logo abaixo.

O modelo de faturamento do Pipefy

No topo do documento, você vê os dados do Pipefy: nome, número de identificação fiscal e endereço.

Em seguida, encontramos a identificação da empresa: nome completo, CNPJ e endereço.

Ao lado dessas informações, temos o número de identificação do faturamento, que começa com CI_ e o número da compra (PO), quando solicitado. Ao lado esquerdo, veja a data de emissão do faturamento, a data de vencimento e os termos da conta.

O valor total cobrado na sua fatura é detalhado assim:

A primeira numeração representa um item da sua fatura filha (um item dentro da sua fatura consolidada). Ao lado, temos a data de emissão da fatura (verifique itens do seu faturamento aqui), o nome do plano e a quantidade de licenças que estão sendo cobradas. Por fim, você pode conferir o valor total de cada item, descontos e o valor líquido total que deve ser pago.

O que fazer se eu não reconhecer um valor cobrado?

Para entender melhor este tópico, é essencial saber como funciona a Política de Preços do Pipefy. Planos do Pipefy são cobrados por usuário, então o total de usuários em sua assinatura é o que define o valor total que você paga em cada ciclo de faturamento.

Ciclo de Faturamento: Sempre que seu plano for renovado, haverá um novo ciclo de faturamento, que pode ocorrer mensal ou anualmente, conforme o plano que você adquiriu.

Você pode adicionar ou excluir usuários do plano a qualquer momento, sendo que o valor total do seu plano é atualizado automaticamente. Se você adicionar mais usuários, uma cobrança extra é emitida. Se você excluir um usuário, um crédito ficará disponível em sua conta e será aplicado no próximo ciclo de faturamento.

Alterações nas cobranças de acordo com usuários

Também é importante prestar atenção nas datas, tanto na data em que você faz upgrade ou downgrade de plano, quanto na data de renovação do plano, pois a cobrança extra e os créditos serão calculados com base nisso.

Vamos supor que você assine o plano Enterprise Mensal, que atualmente custa US$ 36,00 USD por usuário, e decide adicionar mais dois novos usuários dez dias antes de seu próximo ciclo de faturamento. Neste caso, os dois novos usuários serão cobrados por apenas dez dias.

Basta dividir US $72,00 (duas licenças) por 30 dias e multiplicar o resultado por dez. O resultado é o valor que você pagará pelos novos usuários (é uma cobrança por data), considerando apenas os dias que eles usarão até a próxima renovação.

Você pode usar o mesmo exemplo para calcular o valor de créditos, caso faça o downgrade do plano. Fique atento, pois o crédito ficará disponível no momento em que a sua assinatura for atualizada. Isso não significa que ele será aplicado imediatamente, conforme explicado anteriormente; os créditos serão sempre aplicados no próximo ciclo de faturamento.

Ações de Automação e Chamados de API

Por último, precisamos falar sobre Ações de Automação e Chamados de API. Todos os planos do Pipefy possuem limites para Ações de Automação e Chamados de API, por isso é importante conhecê-los para não ser surpreendido com cobranças extras.

Saiba mais sobre os planos de Ações de Automação e Chamados de API.

Caso você ultrapasse algum dos limites do seu plano, enviaremos uma notificação solicitando o reajuste e, se não obtivermos nenhum retorno, o seu plano será atualizado para atender todas as suas necessidades, respeitando a Política do Pipefy, e o valor total pago será alterado.

Se você desejar, é possível obter mais Ações de Automação e Chamados de API sem atualizar o plano. Para tanto, você precisa contratar add-ons ao seu plano. Fale diretamente com seu CSM ou faça o pedido através deste link.

Encontrou sua resposta?