Tempo estimado de leitura: 4 minutos

API significa ''Application Programming Interface''. Por enquanto, não queremos que você se preocupe com o A e o P, apenas se concentre no I.

API é uma interface. Uma interface fica em um sistema complicado e simplifica determinadas tarefas, uma espécie de intermediário que evita que você precise saber todos os detalhes do que está acontecendo ''sob o capô''.

Na definição mais simples, API é um conjunto de requisitos que determinam como um aplicativo pode se comunicar com outro. É o que torna possível toda a interatividade que esperamos e com a qual confiamos.

As empresas geralmente lançam sua API ao público para que outros desenvolvedores possam projetar produtos que são alimentados por seus serviços.

Você pode encontrar a documentação da API do Pipefy aqui.

O que é uma API?

A explicação técnica é: APIs são blocos de construção ou processos abertos projetados para permitir que o software interaja e se integre a um software, sistema, programa ou aplicativo existente.

Em termos simples, uma API é o mensageiro que solicita, informa ao sistema o que fazer e retorna a resposta para você.

Há uma infraestrutura específica à qual queremos acessar, dentro de um aplicativo. Esse aplicativo, sabendo que precisaremos de uma maneira de conectar-se a ele, fornece uma maneira segura de fazê-lo sem interferir no sistema deles.

Não podemos permitir que ninguém (que não seja nossa equipe de desenvolvimento de software) tenha acesso ao código principal do Pipefy. No entanto, oferecemos uma maneira limitada de acessar determinados recursos e informações usando nossa API.

Portanto, a API possui uma lista de comandos (assim como o formato desses comandos) que um aplicativo pode enviar para outro. Isso permite que aplicativos individuais se comuniquem diretamente e usem as funções dos outros.

Digamos que exista um aplicativo com um formulário e toda vez que alguém o salva, um novo card é criado no Pipefy com essas informações.

A idéia é que o aplicativo "converse" diretamente com a API do Pipefy, enviando uma solicitação para a criação de um card com os dados no formato definido pela documentação da API.

O usuário real verá apenas uma interface, mas por trás das cortinas existem muitos aplicativos trabalhando juntos usando APIs. Esse tipo de integração é chamado de contínua, porque o usuário nunca percebe quando as funções do software são transferidas de um aplicativo para outro.

Mas como eles enviam esses dados um para o outro?

Para resumir, quando uma empresa oferece a seus usuários uma API, significa que eles criaram um conjunto de URLs dedicados que retornam respostas de dados puras.

Portanto, para solicitar uma ação para uma API de aplicativo, basta enviar os dados para um URL específico e esse URL responderá.

O URL de Pipefy é: https://app.pipefy.com/graphiql

Lembre-se!

As APIs fazem as regras: elas determinam como você deve perguntar, o que será recebido como resposta e como obtê-la. Isso força os usuários a organizar as entradas de acordo com as especificações e ajuda a definir expectativas para a transação.

As APIs não fazem nada por conta própria: a API é apenas uma mensageira! Ela recebe solicitações, informa ao sistema o que fazer e fornece uma resposta de retorno. 

Encontrou sua resposta?